close

Veja as quatro tendências globais de marketing segundo a Nielsen 

Levantamento confirma reconhecimento de marca e cobrança por inclusão social entre as principais tendências globais de marketing

por Redação junho 1, 2022

O mais recente relatório da Nielsen sobre marketing global aponta para quatro principais conclusões e indica caminhos de ação para 2023. Intitulado Era of alignment:Future-focused strategies for brand building and customer acquisition (Era do alinhamento: Estratégias focadas no futuro para construção de marca e aquisição de clientes, numa tradução livre), o documento mostra que as marcas continuam a reequilibrar esforços de marketing após o retrocesso em 2020, especialmente no que diz respeito aos canais tradicionais de alcance de massa. 

O Seja Relevante, lista, a seguir, as quatro principais tendências globais de marketing, segundo o documento elaborado a partir da pesquisa da Nielsen com profissionais do setor: 

Brand awareness

O reconhecimento da marca nunca foi tão importante como agora. Os profissionais de marketing estão unidos em afirmar que construir o reconhecimento da marca é o seu principal alvo. Hoje, entre a fragmentação midiática e fontes de brand equity em evolução, as marcas precisam alavancar uma variedade de canais para atingir o maior público possível. 

O reconhecimento da marca e as novas aquisições de clientes permanecem os principais objetivos dos profissionais de marketing, na avaliação do relatório. Já algumas fontes tradicionais de patrimônio da marca ficaram menos aparentes do que antes da pandemia, simplesmente por causa da redução da visibilidade. 

Como muitos consumidores fizeram menos compras em lojas físicas, a frequência de ver um produto em uma prateleira ou um sinal dele em uma vitrine caiu. Além disso, a “prateleira” online é infinita, o que a torna cada vez mais difícil para marcas únicas se destacarem.

Medir o ROI de forma integral

Do ponto de vista do marketing, a tecnologia para engajar, medir, otimizar e, principalmente, comprovar o retorno do investimento (ROI), nunca esteve tão em alta. Os profissionais, no entanto, devem estar focados em estratégias que forneçam visões integradas, não apenas canais ou pesquisas específicas de plataforma. 

Enquanto os profissionais de marketing estão mais confiantes em medir o ROI das mídias sociais, a confiança da medição global é de apenas 64%. A confiança na medição do ROI de mídia social é significativamente maior na América Latina (86%) e notavelmente menor na Ásia-Pacífico (55%), enquanto a América do Norte chega a 59% (atrás da pesquisa paga em 60%). 

A falta de confiança para fornecer ROI nesses canais preferenciais sugere uma oportunidade para os provedores de martech a ajudarem as marcas a melhorar seus resultados. Talvez mais importante seja a falta de confiança que os profissionais de marketing globais têm ao medir o ROI em outros mercados pagos e canais tradicionais.

Estratégia de dados consolidada também é tendência global de marketing

O engajamento com canais digitais continua a aumentar e cada interação cria um passo na jornada do consumidor. E entender os consumidores por trás desses compromissos garante que os anunciantes estão alcançando os públicos certos e com as mensagens certas. Não por acaso aqui está uma das principais tendências globais de marketing. 

Não há dois públicos iguais e a crescente proliferação de canais produz uma abundância de conjuntos de dados. Isso é particularmente relevante no que diz respeito a canais de última geração, como TV conectada (CTV) e podcasts, que apresentam novos desafios às soluções tradicionais de segmentação. 

Normalmente, as campanhas de marketing individuais realizadas em 2021 não contêm conteúdo integrado de vídeo. Em vez disso, eles têm uma variedade deles, o que dificulta o alinhamento em uma única estratégia de dados. 

Para melhorar e otimizar suas campanhas e engajamentos, os profissionais de marketing precisarão de alta qualidade e dados de origem determinística para estratégias mais abrangentes. 

Fazer da marca uma promessa

Os comerciantes sempre assumiram a responsabilidade de forjar ligações com consumidores, mas a escolha nunca foi tão fundamental como agora. Os consumidores estão procurando mais do que apenas um produto ou serviço nas marcas que compram. 

Mais da metade deles, nos Estados Unidos (52,3%), por exemplo, compram de marcas que apoiam as causas que eles consideram importantes. E mais de 36% esperam que as marcas que compram apoiem causas sociais. 

A confiança da marca é também um influenciador de compra significativo: o foco em causas sociais, diversidade e responsabilidade social corporativa é mundial, razão pela qual os profissionais de marketing relatam que suas marcas vão enfatizar essas questões.