close

Três pontos que tornam as startups atrativas para profissionais

Levantamento indica que cultura, inovação e carreira são pontos que tornam as startups atraentes para os profissionais

por Redação maio 24, 2022
  • Inovação e transformação digital Mais informações
    Inovação e transformação digital

A atração de talentos feita pelas startups tem uma dinâmica própria, segundo a Robert Walters, consultoria especializada em recrutamento profissional. Isso por que a força de trabalho atual valoriza mais do que apenas vantagens e recompensas financeiras. De fato, o número de profissionais dispostos a trabalhar em startups cresceu mais de 20% nos últimos 12 meses, de acordo com a consultoria, e o perfil mais descolado não é o único atrativo para explicar a mudança de empresas maiores e mais estabelecidas.

Cultura, inovação e carreira são os atrativos das startups

Em uma pesquisa global da Robert Walters, 50% dos profissionais preferem a experiência de trabalhar em uma startup à estabilidade de uma empresa tradicional e bem estabelecida. Com o aumento do número de profissionais trabalhando em startups, fica claro que há movimento de funcionários de organizações estabelecidas para empreendimentos da nova era. A lista de motivos inclui progressão de carreira, a experiência em algo novo e cultura corporativa fraca e, portando, passível de requalificação. A maior flexibilidade também está entre os motivos pelos quais as startups estão atraindo talentos, segundo a Robert Walters.

No caso do Crescimento de Carreira, a estratégia se justifica porque os funcionários de hoje em dia querem sentir que sua contribuição para a empresa tem um impacto, de acordo com a pesquisa. “As pessoas ficam felizes em trabalhar arduamente, mas os profissionais entrevistados disseram que querem trabalhar em uma cultura que os inspire a fazer o melhor (42%) e a ter autonomia sobre seus projetos (28%). Também querem receber reconhecimento de maneiras além do pagamento e bônus”, relata os autores do documento. Para 43% dos profissionais entrevistados, o ambiente de trabalho desafiador vivenciado em uma startup é resultado do cenário de negócios em constante mudança.

Já a Inovação parece ser a tônica das startups e um motor de atração. Estamos falando de empresas com pequenas equipes autônomas que trabalham em condições de extrema incerteza, procurando um modelo de negócios repetível e escalável, com foco no valor que fornecem aos seus clientes. Há também muitas dinâmicas em jogo em uma startup e um número importante de restrições. Por exemplo, tempo e dinheiro, e o tipo de financiamento que as startups conseguem precisam de validação constante e a prova de que estão no caminho certo para as incentivar a continuar tentando. As startups incorporam ainda os princípios fundamentais da inovação para gerar resultados comerciais e aceitam falhas e riscos, respondendo a desafios e oportunidades com facilidade devido a sua agilidade.

O fator Cultura completa o trio de atratividade das startups. Como elas geralmente são administradas por uma pequena equipe trabalhando em conjunto, sua “cultura” é tipicamente um reflexo das paixões e personalidades da equipe fundadora. Na maioria das situações, cada indivíduo que trabalha em uma startup contribui para a cultura geral. A cultura de startup igualmente tem o objetivo de quebrar as barreiras e obstáculos de crescimento que as corporações mais estabelecidas podem ter e é conhecida por ser criativa, descontraída em vez de rígida e movida pela paixão.