close

Microlearning facilita ações de treinamento, segundo especialista

A microaprendizagem (microlearning) pode ajudar no treinamento de equipes com o novo cenário de trabalho remoto

microlearning
por Redação julho 25, 2022
  • Educação e aprendizagem Mais informações
    Educação e aprendizagem

A pandemia mostrou que o modelo de trabalho remoto é viável para diferentes tipos de negócios, mas também trouxe consigo a redução das interações entre colaboradores. Em artigo, Stuart Affleck, diretor da Brook Graham, uma consultoria de RH, afirma que há menos oportunidades para conversas entre equipes, o que afeta a transferência de conhecimento por osmose, quando um membro sênior ajuda um colega mais novo em uma tarefa do dia a dia, por exemplo.

Para o especialista, as empresas precisam investir mais em seus programas de treinamento e desenvolvimento (T&D) para compensar isso, algo que ele não tem certeza que está acontecendo. Apesar de pesquisas internacionais apontarem que 83% das empresas usam sistemas de gerenciamento de aprendizado, Affleck têm ressalvas quanto a forma em que esses programas foram adaptados ao contexto pós-pandêmico.

Ele defende que é necessário usar o microlearning, ou seja, utilizar conteúdos de pequena duração em um programa de treinamento e, em seguida, fornecer as informações à equipe de maneiras diferentes e criativas (isso pode ser por meio de questionários, jogos, filmes interativos, etc.). A ideia é aproveitar que o consumo de conteúdo digital cresceu e inseri-lo no dia a dia das equipes como forma de aprendizado.

As vantagens do microlearning

Um estudo recente sobre microaprendizagem – tradução do conceito para o português – coletou uma série de descobertas, retiradas de uma mistura de empresas, líderes, cientistas e universidades. Por exemplo: ao mesmo tempo que o funcionário médio tem cerca de 24 minutos por semana para se dedicar ao aprendizado formal, 42% das empresas dizem que o e-learning levou a um aumento na receita. E usando a repetição espaçada, os alunos podem recordar 80% do que foi aprendido após 60 dias.

O microlearning também permite que as informações sejam de fácil acesso para os participantes do treinamento. Em última análise, tudo isso tem o objetivo de garantir que aqueles que estão sendo ensinados não experimentem sobrecarga de informações.

Muitas vezes, segundo Affleck, o treinamento tradicional ministrado é muito longo, comunicado por meio de conceitos abstratos ou “paredes de texto”. “Embora possa haver uma sessão de 20 minutos a meia hora, incorporada ao final de uma sessão de treinamento para trabalho em grupo, isso não é suficiente. E é aí que o microaprendizado se destaca”, pontua ele.