close

Integração Onboarding pode aumentar retenção das gerações Z e Y às empresas

Great Onboarding pode contrabalançar movimento de grande demissão entre as gerações mais jovens

great onboarding
por Redação junho 22, 2022

O mais novo relatório Workmonitor, levantamento anual feito pela consultoria Randstad desde 2003, destaca que uma nova era do trabalho está sendo moldada pelas gerações Z e Y, baseada no comprometimento e flexibilidade. O documento foi baseado na entrevista com cerca de 35 mil profissionais que atuam em 34 áreas e em diferentes partes do mundo. O resultado da pesquisa mostra que os empregadores enfrentam uma pressão singular: 70% dos trabalhadores estão abertos a novas oportunidades, com quase um terço das gerações Z e Y procurando ativamente uma mudança de emprego. Para reverter esse quadro, as organizações começam a investir no conceito de Great Onboarding.

Ele seria uma resposta ao movimento de Great Resignation ou Grande Demissão, muito intenso entre as gerações mais jovens. A meta é agregar uma ótima experiência de trabalho, de forma que o novo empregado não só se integre à equipe, mas também sinta-se mais engajado às atividades da função.

Há diversos exemplos de Great Onboarding. Na Zapier, empresa de automação para aplicações web em que todos trabalham remotamente, o processo de integração é feito por etapas. Em um primeiro momento, para ajudar a aliviar a ansiedade do novo trabalho, os funcionários passam a primeira semana se familiarizando com a empresa e sua equipe: em vez de cair de cabeça no trabalho, eles são apresentados às ferramentas e sistemas de aprendizado necessários para ter sucesso em sua função.

Integração Onboarding também aumenta a produtividade

Em sua segunda semana, eles já estarão trabalhando em pequenas tarefas. O salto acontece na terceira semana, quando eles começam a colaborar com seus colegas em projetos multifuncionais. Todo esse processo dá tempo e liberdade para que os novos colaboradores possam se adaptar à Zapier sem ficarem sobrecarregados. E detalhe: em paralelo, a companhia estabelece expectativas do que espera do novo funcionário para os próximos dois anos, de forma que ele saiba o caminho que está seguindo.

Segundo a Great Place to Work (GPTW), um processo de integração onboarding eficaz aumenta o senso de pertencimento e reduz drasticamente a rotatividade. Organizações que promovem um processo de integração estruturado experimentam uma produtividade 62% melhor, segundo a Society for Human Resource Management (SHRM), e um índice de permanência 50% maior entre os novos contratados, como informa um estudo da Aberdeen Group.

O processo também pode ajudar a melhorar o quadro delineado pelo Workmonitor, o qual indica que mais da metade dos entrevistados deixaria o emprego se isso os impedisse de aproveitar a vida. Quando comparado com a geração Baby Boomers, a diferença é grande, pois apenas um terço desses últimos teria a mesma atitude. Os mais jovens também querem que suas convicções pessoais se alinhem com as de seus empregadores, sendo que metade não aceitaria uma oportunidade que estivesse desalinhada disso.