close

Características de um gerente de produto vão de paixão às responsabilidades

Consultoria Gartner aponta as características-chave do bom gerente de produtos.

gerente de produto
por Redação dezembro 20, 2021
  • Educação e aprendizagem Mais informações
    Educação e aprendizagem
  • Liderança Mais informações
    Liderança

Um artigo do Gartner apontou o que se espera de um bom gerente de produto, tendo como base dez características-chave. A avaliação da consultoria foi focada no mercado de tecnologia da informação, especificamente na procura de um profissional adequado para atuar nas áreas de engenharia de aplicativos e de softwares, mas é possível expandir esse universo. Os consultores resumiram as características-chave numa tabela e indicaram que a seleção deve envolver não só os valores e mentalidades, mas também uma análise crítica dos comportamentos negativos.

Aprendizagem contínua e colaboração estão entre características do gerente de produto

A primeira característica se refere à capacidade de aprendizagem contínua, o que inclui o desejo de acessar novos conhecimentos, inclusive a partir do compartilhamento de informações com os colegas de trabalho. A luz vermelha (comportamento negativo), nesse caso, é a arrogância, ou seja, a postura de quem já sabe tudo e não precisa aprender mais nada. 

O segundo aspecto-chave envolve o fato de trabalhar colaborativamente, com a habilidade de se conectar a outras pessoas. O contraponto a ser observado é o comportamento territorial e de manutenção de um fluxo de informações restrito. A terceira característica envolve o enfrentamento de problemas e a frase chave é “eu amo problemas” e não “por favor, envie-me os requisitos”.

O entusiasmo (paixão) pelo sucesso do produto é outra característica positiva do bom gerente, que não pode ser apático e demonstrar pouco interesse pelos clientes e usuários. Ser visionário também faz parte da lista, o que significa que deve-se evitar os profissionais que apenas seguem ordens e não trazem soluções. 

Da mesma forma, deve-se avaliar como o mesmo profissional trata os seus pares e subordinados. O relacionamento ideal envolve respeito e não ver os outros seres humanos apenas como peças de um processo. Ainda no capítulo relacionamento, o bom gerente de produto trabalha para criar um ambiente psicologicamente seguro e não baseado meramente em métricas.

Ser adaptável e engajado são duas outras características-chave. No primeiro caso, significa abraçar oportunidades, evitando posturas rígidas. São pessoas que, diante do desafio, dizem sim e perguntam sobre os próximos passos. O engajamento, por sua vez, envolve a capacidade de procurar interações com os stakeholders para entender as suas prioridades e trabalhar de forma mais focada e com suporte. 

A última característica envolve a responsabilidade pelas suas entregas. O comportamento negativo em relação à responsabilidade é a atitude de delegar os resultados ruins a outras pessoas e eximir-se dos seus atos.