close

Estudo mostra como as empresas definem diversidade e equidade racial

Estudo da Wharton School e de parceiros mostra como as empresas estão definindo os conceitos de diversidade e equidade racial e os aplicando na prática

diversidade e equidade racial
por Redação outubro 15, 2021
  • Inovação e transformação digital Mais informações
    Inovação e transformação digital
  • Liderança Mais informações
    Liderança

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos acaba de mapear como as empresas definem conceitos chave de diversidade e equidade racial. O estudo foi realizado pela renomada escola de negócios Wharton School, em parceria com a empresa de avaliação de risco Moody’s e com a consultoria DiversityInc. Intitulado Improving Workplace Culture Through Evidence-Based Diversity, Equity and Inclusion Practices, o estudo revela as práticas de gestão baseadas em evidências para melhorar a cultura do local de trabalho.

O levantamento analisa a relação entre diversidade, práticas de equidade e inclusão (DEI, a sigla para essas questões nos Estados Unidos) e uma variedade de resultados no local de trabalho. O estudo mostra as principais descobertas e fornece recomendações para ações gerenciais de DEI destinadas a melhorar a cultura corporativa. A pesquisa busca ainda entender como as empresas americanas estão definindo cinco conceitos-chave (diversidade, inclusão, pertencimento, equidade e respeito), implementando práticas relacionadas aos conceitos citados e medindo se essas práticas são eficazes.

Acadêmia e indústrias ampliam estudos sobre DEI

Os resultados mostram que novos conceitos surgem frequentemente nos Estados Unidos, de acordo com movimentos sociais proeminentes e desafios altamente divulgados no local de trabalho. O estudo aponta uma série de diferenças demográficas entre os principais conceitos, uma vez que a população entrevistada inclui profissionais de diferentes gêneros, orientação sexual e raças.

“Recentemente, as chamadas para entender ‘o que funciona’ em relação às práticas de DEI aumentaram tanto na academia quanto na indústria. Nosso estudo dá um grande passo para responder a essa pergunta. Estamos entusiasmados por termos sido capazes de produzir este relatório em parceria com especialistas em DEI da indústria, Moody’s e DiversityInc. Esperamos que nossa abordagem colaborativa desencadeie mais parcerias entre a academia e a as corporações no futuro”, explica Stephanie Creary, professora assistente de administração da Wharton e pesquisadora-chefe do projeto.

Outra iniciativa da Wharton endereçada às questões de DEI é a série de podcast Dollars and Change, liderada pela vice-reitora Katherine Klein e que explora os tópicos de igualdade racial no investimento e diversidade no local de trabalho com líderes da área. O programa trata de assuntos como a forma que os fundos e fundações estão buscando a igualdade racial e como podem ser criados locais de trabalhos mais diversificados e inclusivos. As conversas do podcast têm sido feitas com líderes de fundações, capital de risco e acadêmicos.